Millennials: a geração que menos entende de culinária.

Millennials: a geração que menos entende de culinária.

Millennials: a geração que menos entende de culinária

Mais de 70% das pessoas nascidas entre os anos 80 e 90, por exemplo, não sabem preparar uma omelete ou um simples ovo mexido

São Paulo – Saber identificar o que é uma faca de passar manteiga, um espremedor de alho ou uma centrífuga para secar salada parece tarefa simples, mas não para a geração dos millennials, que contempla pessoas nascidas entre as décadas de 80 e meados dos anos 90.

Uma pesquisa curiosa feita pelo site Porch entrevistou 750 pessoas das gerações baby boomers, X e millennials a fim de identificar qual das três gerações tem mais habilidades com o universo culinário.

De acordo com o levantamento, os millennials são os que menos entendem sobre cozinha. Tanto que quase um terço deles não sabe identificar o que é uma faca de passar manteiga ou um espremedor de alho. Já os baby boomers, pessoas nascidas entre 1946 e 1964, são os mais habilidosos.

Os millennials são também as pessoas com menos competências para preparar uma refeição. Mais de 70% deles, por exemplo, afirmam não saber preparar uma simples omelete ou um ovo mexido para o café da manhã.

Eles também são a geração que mais dependem de comidas prontas. Segundo a pesquisa, 17,3% dos millennials pedem comida ao menos três vezes na semana. Os baby boomers são os que menos dependem do delivery – apenas 8,3% deles costumam pedir comida em casa.

As pessoas da geração X, pessoas nascidas entre os anos de 1961 e 1981, são as que mostraram possuir mais conhecimento sobre os tipos de alimentos. 94,2% delas, por exemplo, souberam identificar o que é um queijo Gouda e 76,5% delas sabem que o abacate é uma fruta e não um vegetal.

O estudo conduzido pela Porch não possui nenhum embasamento científico. Para compilar os dados utilizados na pesquisa, o site entrevistou 750 pessoas sobre suas habilidades e conhecimentos em torno da cozinha. 52% dos entrevistados eram da geração millennials, 32% eram da geração X e 16% eram baby boomers.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Seu nome

Mensagem